Curiosidade: Slogan

27 08 2009

Dica de Acauã Pyatã (2º semestre – CS2P34 / Darwin)

Ao contrário do que muitos pensam, o termo slogan não é inglês. Sua origem é gaélica: sluagh-ghairn significa na velha Escócia “O grito de guerra de um clã”.
O Inglês adotou o termo em meados do século XVI, para transforma-lo, no século XIX em divisa de um partido e, a seguir, lhe deram o sentido comercial.

Anúncios




Chamado publicitário em texto

25 03 2009

Por Acauã Pyatã

Imagine a internet sem animações e vídeos. Agora, imagine você sem esse conhecimento.

Não dá mais pra imaginar a internet sem o Flash. Dominar este software se tornou indispensável para quem quer crescer na web. O Curso INFO da vez fala tudo sobre o novo Flash CS4. É informação de qualidade bem ali na banca da esquina. Garanta o seu.

 

O pequeno texto publicitário acima foi retirado de uma revista de informática de circulação nacional, a Info, sessão “Caderno i”. Ao analisar este fragmento de texto podemos perceber que de forma brilhante ele foi trabalhado com o objetivo de chamar a atenção do leitor despertando assim a intenção e sensação de necessidade em relação ao produto oferecido, que é um curso de Flash CS4, em CD, que é vendido nas bancas, ou seja, um curso de software de animação. A produção de textos publicitários obedece a uma serie de critérios que está especialmente relacionadas a criatividade e sensibilidade de conseguir antecipar e captar sensações geradas no futuro leitor, e esta sensibilidade é fundamental e determinante no resultado final gerado pelo texto.

Muitas vezes nos deparamos com verdadeiras peças que não carregam imagens nem signos, apenas textos, mas que de forma muito genial conseguem transmitir toda uma idéia e intenção, justamente o que não pode faltar em um texto que tenha cunho publicitário. O texto acima foi apenas um pequeno exemplo que encontrei de um texto enxuto e coeso de como em poucas e simples linhas pode-se capturar a atenção do público alvo gerando  a necessidade de se possuir um produto que irá gerar algum benefício ou conhecimento. Até a próxima.





Aprendendo um pouco mais acerca do Briefing

23 03 2009

Depois de três dias (algo atípico), venho apresentar a vocês um artigo que trata de algo que é sobremodo simples, mas que todos nós, sejamos alunos da FAPAN ou não, do primeiro ao oitavo semestre e em todo o processo de nossa longa carreira como publicitários vamos nos deparar, estou falando do Briefing de atendimento, que é justamente a porta de entrada do cliente para com a agência/produtora de publicidade e comunicação. Sabemos que é somente através deste documento que as demais áreas a fins como criação, mídia e etc, tem a possibilidade de desenvolver seu trabalho, ficando também no papel fundamental deste documento, produzido pelo atendente da conta, determinar se a mensagem será corretamente compreendida pelos demais setores da agência que iram trabalhar na peça/campanha publicitária, podendo a boa elaboração ou má do mesmo, determinar se a campanha será bem sucedida ou um fiasco. Desconfiem do atendimento que cuida da conta da CERPA (risos).

Para este artigo contamos com a colaboração do professor Antônio Carvalho, que também trabalha na agência Chaves +. Ele elaborou um documento descrevendo com detalhes alguns itens referentes a criação de um briefing profissional, que com certeza será de muita utilidade para aqueles que ainda não tem muita idéia de como se bole um, ou esteja interessado em que sabe aperfeiçoar seus conhecimentos sobre o certame. O documento está no formato PDF e pode ser visualizado no mini aplicativo abaixo, podendo também  o mesmo ser obtido por download. Boa leitura!