“Googlando” produtos e serviços: A publicidade segmentada na era 2.0

23 06 2009

Por Acauã Pyatã (CS1P34 – Darwin – CSPP – 1º Semestre)

Olá pessoal, hoje tive a ideia de escrever sobre uma forma de se fazer publicidade que pelo menos ao meu parecer não é muito difundido em nossas faculdades e universidades da região norte e nordeste, até mesmo nas instituições privadas onde a formação é quase que puramente mercadológica, por isso prestem muita atenção neste artigo, pois na região norte ele abre um bom nicho de mercado publicitário a ser explorado, que eu pessoalmente já tenho um certo contato por desenvolver atividades nesse contexto e agora resolvo dividir com vocês.

A internet em muitos aspectos gera possibilidades de interação, negócios, democratização da informação e principalmente da segmentação de usuários de uma forma incrível, visto que a internet em si é um grande banco de dados que grava as informações de casa usuário que entra em co0ntato e navega por suas infinitas teias virtuais deixando rastros, que por sua vez, permite trassar um perfil de gostos e afinidades, gerando definitivamente uma formidável SIM (Sistema de Informação em Marketing) que possibilita dentro de publicidade, direcionar os anúncios de produtos e serviços ao público de interesse com uma forma quase mística.

Uma das maiores empresas da internet do mundo, o Google apresenta duas ferramentas como solução para publicidade na internet que consagra o já conhecido estilo de banners promocionais, propagandas institucionais, podendo ir até mesmo a aqueles vídeos publicitários veiculados logo na primeira página do Youtube. Contudo, existe uma forma de se utilizar o google na era da WEB 2.0 (um novo padrão de interatividade), que é através dos recursos Google AdWords e o Google AdSense.

google1

Tela principal do "Soluções Publicitárias" do Google

O Google AdWords é uma ferramenta que funciona como um gestor online de uma conta publicitária, onde o anunciante ou operador da conta cadastrada compra créditos para poder investir em anúncios, créditos estes que vão sendo gastos a medida que você cria e na seqüencia veicula campanhas, como define o próprio sistema de gestão do site, para ser exibido no mecanismo de busca do Google, em blogs do Blogspot ou em sites afiliados. Mas como isso funciona? Ao cadastrar uma campanha no site, que é feita de forma simples, onde você inclui um título, em seguida um texto falando sobre o produto ou serviço e por fim se informa TAG’s (palavras relacionadas) que servem para ajustar a exibição dos anúncios quando veiculados de forma facilitada. Mas como isso funciona na pratica? Simples.

Suponhamos que você vá ao Google fazer um trabalho da matéria de fotografia que se ministra no segundo semestre de nosso curso la na FAPAN, daí então você está pesquisando sobre câmeras fotográficas profissionais Reflex. Você irá perceber na lateral direita do site alguns anúncios publicitários, com um pequeno título, um texto breve falando sobre e um link com um endereço da web de uma loja virtual ou telefone quem sabe, algo similar ao da figura neste artigo.

Isso revela claramente o poder de segmentação, e justamente neste momento que entra aquilo que quase ninguém entende como funciona… a TAG. De acordo com as palavras que você digitou no campo de tags quando o anuncio foi gerado no Adwords, foi feita uma comparação automática do sistema com as palavras que você empregou no campo de pesquisa do site de busca do Google, e é exatamente este o segredo dos anúncios segmentados na internet, o que é uma verdadeira maquina de dinheiro porque acredite, anunciar para quem realmente está interessado na informação a fim, vira e meche da certo.

google2

Anúncios gerados pelo Google AdWords

O Google AdSense é um outro momento, onde através do gestor online, você que tem um site, pode selecionar anúncios que foram gerados por outros usuários anunciantes do AdWords, e também por pesquisa de tag, selecionar de acordo com o tema que seu site ou blog trate, os anúncios de interesse do público que acessa seu site, e o principal, lucrar com isso, pois ai entra a questão do credito investido pelo anunciante, pois ele é repassado diretamente ao que veicula o anuncio em seu site a cada clique que alguém dê ao visitar. Visando isso percebe-se uma forma bem pratica de fazer anúncios a um baixo custo, onde pessoas de diversos lugares poderão veicular seus anúncios, e ainda ganharam para isso, visto que você também pode lucrar, e está relação de troca que existe permite que a maquina publicitária na internet tenha um resposta de retorno extremamente incrível, claro que, funcionando para anunciantes de grande porte como grandes lojas virtuais, lojas nacionalmente conhecidas e prestadores de serviço de abrangência vasta para atendimento ao publico.

google3

Anúncio inserido pelo Google AdSense no blog Pó de Vídeo

Existem profissionais, como no meu caso, que se especializaram em prestar consultoria em publicidade para internet, e está opção de atuação no ramo publicitário além de simples e eficaz é altamente rentável para o publicitário que executa a consultoria, uma vez que não somente eu, mas vários profissionais em especial do eixo centro-sul cobram a hora de consultoria que pode variar de R$ 50,00 (cinquenta reais) a R$ 160,00 (cento e sessenta reais), onde você executa a função de atendente, verificando qual o objetivo do anunciante, seu segmento e principalmente seu publico alvo, e em seguida executa a função de redator publicitário, para bolar os textos do anúncio. Informo também que existem outras formas de publicidade na internet que vão alem das soluções do Google, mas as demais são tema para outro artigo, pois interessa apenas por hora discutir estas duas ferramentas que recomendo e assino em baixo. Que tal ir no site do Google, na parte de soluções publicitárias e dar uma fuçadinha?

Abraços do índio e até a próxima!

Anúncios




“O tempo passa, o tempo vôa e a poupança Bamerindos continua numa boa…..”

10 06 2009

Por Acauã Pyatã (CS1P34 / Darwin – CSPP – 1º Semestre).

Começo esse artigo com a parte da letra de um jimgle que muitas pessoas com certeza, em especial aquelas que tem minha idade, 22 anos, devem se recordar. Esse trecho de musica era da propaganda do banco Bamerindos, que hoje já não existe mais. Contudo, o objetivo deste artigo não é discutir sobre o extinto banco Bamerindos, e sim chamar a atenção de vocês, jovens aspirantes a publicitários e meus colegas, para o poder que a musica em si, a sonorização causa dentro da propaganda.

É um fato cientificamente por estudos em várias partes do mundo, que a musica tem um efeito de mentalização direta e indireta, podendo chegar até mesmo a ser subliminar. Um grande exemplo disso é quando estamos andando na rua e de repente começamos a cantar uma musica, e paramos nos instigando de forma curiosa: “afinal de contas onde foi que eu ouvi isso”, ou quando ouvimos uma musica e dizemos: “eu já ouvi essa musica em algum lugar mas não me lembro aonde”. Isto de fato ocorre, porque embora não percebamos a mente humana capta através dos sentidos todo tipo de contato e estimulo comunicacional do meio que nos rodeia. As vezes estamos andando na rua, passa aquele carro som tocando uma musica, e embora não estejamos prestando atenção na musica, por estar com atenção desviada a algo, nossa mente capta e guarda, e é exatamente isto que ocorre com a propaganda.

Crianças principalmente tem a capacidade de assimilação e aprendizagem superior a de adultos já formados, podendo mentalizar coisas de forma mais fácil, como é o caso das nostálgicas propagandas do guaraná Antártica, do “pirocoptero”, ou até mesmo no caso do jimgle da propaganda do banco Bamerindos, que embora já tenha declarado falência a mais de 10 anos eu calculo, ainda continua vivo na memória, ao contrario de outras propagandas que estão mais apagadas justamente por não terem tido essa sonorização, como é o caso de uma que foi muito massificada, mas que poucos lembram, alias… você lembra do: “Formosa… sem grito”?

Então devemos refletir de forma clara acerca de todos os recursos criativos e artísticos que podem ser utilizado na propaganda para consagrar, popularizar e principalmente, eternizar marcas. Eu tive a “luz” de escrever este artigo enquanto estava passando uma chuva em um toldo de padaria vendo TV, e então vi um reclame, o do medicamento Eparema, que troce uma sonorização musical muito boa e que com certeza irá marcar bastante a propaganda desta geração e das mais novas, e nisso eu aposto. A musica e sonorização na propaganda tem o poder de prender a atenção ou simplesmente estragar tudo, isto é fato, e antes que alguns apocalípticos da propaganda digam que isto é reinventar a roda, eu digo que isto é criar e não copiar, pois recursos consagrados como este realmente se renovam a cada dia, a cada nova propaganda. Abraços!

Ah sim… com vocês o dito comercial do Eparema.