Agência usa Hitler em campanha contra a AIDS.

10 09 2009

Por Willy Renan ( CSPP- FAPAN- 2º semestre- Hidra)

Uma campanha publicitária de uma ONG alemã para promover o World AIDS Day 2009 vem causando polêmica. É que nela aparecem grandes genocidas, como: Adolf Hitler, Joseph Stalin e Saddam Hussein, que promoveram verdadeiras carnificinas e marcaram o século XX com sangue.
A campanha tenta fazer uma analogia com o número de pessoas que morrem por ano vítimas do vírus, assim como as pessoas que morreram vítimas dos ditadores.
Criada pela agência Das Comitte o filme de 30 segundos mostra o ditador alemão tendo relação com uma mulher. Em uma das cenas do vídeo aparece o rosto de Hitler, e quando ele olha fixamente para a câmera aparece a seguinte mensagem: “A AIDS é uma assassina em massa proteja-se”. Além do vídeo a agência criou cartazes com as imagens do ditador soviético Joseph Stalin, do ex-presidente do Iraque Saddam Hussein e de Adolf  Hitler.
“Nós questionamos que rosto poderíamos dar ao vírus, e certamente ele não podia ser bonito”, justificou Dirl Silz, diretor de criação da campanha.
“A campanha foi planejada para sacudir as pessoas, para colocar o tema AIDS em primeiro plano e para inverter a tendência de ter relações sexuais sem proteção”, explicou a agência.
ONGs Britânicas reclamaram do anúncio dizendo que o mesmo “estigmatiza” os portadores do vírus.
Vejam uma imagem dessa campanha:

Hitler tem a cara da AIDS ou dos portadores do vírus? Esse é questionamento das ONGs.

Hitler tem a cara da AIDS ou dos portadores do vírus? Esse é questionamento das ONGs.

Anúncios

Ações

Information

2 responses

11 09 2009
Acauã Pyatã

EU creio ter compreendido a ideia do diretor de criação ao tentar tecer esta campanha. Ele tentou fazer uma comparação ao virus e a quantidade de pessoas que ele mata por ano no mundo, que pode se igualar ao que ocorreu durante a história do século XX. Bom, ele até certo ponto foi feliz em sua colocação, contudo, nem todas as pessoas tem condições de analizar a coisa por esse ângulo.

11 09 2009
Ramon Kenny

A ideia é boa, mas condena à morte os infectados pelo vírus, então é uma via de mão dupla, pois quem não está atingido pela doença fica sensibilizado e até certo modo compreende a peça, mas de um outro lado, que está com o vírus sente-se mal, pois é condenado pela mesma peça a morte, coisa que vai acontecer com todos nós, mais cedo ou mais tarde, então os autores da peça poderiam ter tido mais ‘tato’ na hora de desenvolverem a peça, ser menos incisivos, pois sempre tem no mínomo dois lados de uma situação, seja ela qual for.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: