Ajudando na [des]construção

10 08 2009

Por Acauã Pyatã – Aluno FAPAN/CSPP cursando 2º Semestre

Olá pessoal, aqui estou eu mais uma vez para discutir com vocês um assunto que é de nossa extrema competência, quanto estudantes de comunicação, visto que, pelo menos se espera que tenhamos a capacidade de ter capacidade auto critica dentro de nossa área do saber. Ao navegar pelo Orkut e entrar na comunidade da FAPAN, vi um tópico intitulado [GRIPE SUÍNA]- sensacionalismo ou nao???”. Este tópico me chamou muito a atenção por conter o seguinte vídeo do YouTube como corpo:

Como podemos observar após os 10 minutos de vídeo, nos é apontado um fato que é de certa forma uma velha novidade, a de que a mídia de massa é na verdade uma grande [des]construtora de mitos e conceitos. Podemos observar isso na forma como as informações são carregadas e o impacto que isto causa diretamente na economia e sociedade globalizada. A nomenclatura popular para o vírus H1N1, difundido pela mídia como Gripe Suína, por se manifestar em suínos obviamente (dã) e que tem sua origem apontada no México, causo uma verdadeira sinergia coletiva acerca do consumo da carne de porco e seus derivados, alavancando uma queda no mercado mexicano sem precedentes. No sentido comportamental podemos observar que as pessoa sem aeroportos e nas grandes cidades do eixo centro-sul acabam por adotar o uso de mascaras protetoras, quando na verdade sabe-se que o tal vírus de fato é uma nova mutação de gripe, mas que pode facilmente ser tratado como qualquer outra gripe, e que tem um grupo de risco mínimo a ser considerado fatal, mas o que estaria por traz deste desespero coletivo causado pela mídia de massa? Porque as informações que são levadas ao público são tão sensacionalistas como os programas de auditório promovidos pelo apresentador Ratinho? Simplesmente porque é isto que da audiência.

Imagine vocês uma forma simples e fácil de vender remédios, imagine uma forma rápida de se fazer marketing indireto e direto de produtos como por exemplo do álcool que anda em falta na maioria dos pontos de vendas comuns. É isso mesmo, ao estudar os fatos e números reais, não da forma como os grandes veículos de mídia atrelados e compromissados com o grande governo mundial (EUA, eu digo mesmo), acabam por alavancar uma verdadeira enxurrada sensacionalista de informações que acabam por da ruma proporção maior ao problema que de fato ele possui, beneficiando com isso de forma subliminar e indireta a indústria farmacêutica. Agora o fato é, você acredita mesmo que isto é apenas uma conseqüência e que eles não sabiam que isto iria acontecer?

Para arrematar, após discutir os fatos por este ângulo de visão, podemos notar o poder da grande mídia de massa na forma de influenciar a população em seu comportamento, forma de agir e até mesmo chegando a criar mitos, e a que ponto isto é positivo? A que ponto os meios de comunicação não acabam sendo um instrumento de alienação e de levante de bandeiras nada lúdicas, e que por fim acabam por promover a [des]construção social ao invés de revelarem aquilo ao qual deveriam de fato se propor, a informação verídica da forma que ela é. É, digamos que as coisas seguem aquela velha regra, de que eles aumentam mas não inventam.

É importante que nós como estudantes de comunicação SOCIAL estejamos atentos a estas questões, que por fim vem a determinar diretamente a forma como utilizaremos nossa gama de saberes e a forma que causaremos impacto nas pessoas, podendo eu e você ajudar na construção ou na destruição do meio social em que vivemos, ou até mesmo, estarmos sendo [des]construídos juntamente com este meio.

Fiquemos atentos ao estranho mundo monstro que nos cerca (risos) e a tudo aquilo que absorvemos, visto que queiramos ou não, o ser humano é uma esponja que nada deixa passar, embora não perceba. Até a próxima.

Fonte: Você pode visitar a comunidade da FAPAN clicando aqui.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: