Que tal produzir um vídeo de 15 minutos?

9 03 2009

Renato Reis/ Divulgação

>> Cena do videoclipe “Devorados”, produzido na Vila da Barca, com equipamento cedido pelo Núcleo de Produção Digital do Pará (NPD). (Foto: Renato Reis/ Divulgação)

Meninos empinando rabiola e correndo entre as estivas, enquanto o rock se propaga na Vila da Barca. Quem já assistiu ao videoclipe da música “Devorados”, da banda Madame Saatan, certamente ficou impressionado com as imagens. O clipe, dirigido por Priscilla Brasil, da produtora Greenvision, tem arrancado elogios no You Tube, um dos sites mais visitados do mundo. O trabalho foi produzido no ano passado, com apoio do Núcleo de Produção Digital (NPD), vinculado ao Instituto de Artes do Pará (IAP).

“Devorados” foi o primeiro videoclipe de Priscilla, que tem se destacado como um dos mais importantes nomes da novíssima produção audiovisual paraense. “A verba que a gente tinha para produzir era zero, e não tínhamos condições de alugar absolutamente nada. A nossa produtora ainda é pequena, tínhamos duas câmeras, mas precisávamos de no mínimo três, porque o local era de difícil acesso e a luz ‘baixa’ muito rápido aqui em Belém”, explica ela. A terceira câmera, então, foi cedida pelo NPD. “O processo não foi difícil, o equipamento foi liberado rapidamente e isso ajudou na execução do projeto”, conta.

>> Assista ao clipe ‘Devorados’, da banda paraense Madame Saatan:

“Muitas vezes as pessoas não imaginam como conseguirão tocar uma produção sem o mínimo de estrutura, por isso indico o Núcleo em todas as palestras ou workshops que eu dou”. No ano passado, além de “Devorados”, foram produzidos com o apoio do NPD o documentário “A Cerâmica do Paracuri”, de Homero Flávio; e o curta de ficção ”Cromoverdose”, de Leonardo Venturieri. De acordo com a coordenadora do Núcleo, Ana Lobato, o NPD tem como objetivo apoiar a produção audiovisual independente por meio do empréstimo de equipamentos e serviços e da formação e aprimoramento profissional e artístico de técnicos e realizadores audiovisuais. “Os equipamentos estão à disposição do público para a cessão imediata. Já os nossos cursos devem ser retomados a partir da primeira semana de abril. Também continuamos trabalhando com o cineclube, através do qual realizamos exibições semanais de filmes, sempre de maneira gratuita”, ressalta Ana.

Para poder utilizar os equipamentos de captação ofertados pelo Núcleo, os realizadores precisam apenas inscrever suas produções em formato de curta-metragem (com duração de até 15 minutos) e aguardar. Caso o projeto seja aprovado e a data requerida esteja livre, o material será disponibilizado. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo menos 15 dias antes do período solicitado, estando abertas a qualquer pessoa física residente no Pará há pelo menos dois anos. O período de cessão dos equipamentos é de até dez dias para os gêneros documentário, ficção, videoarte/experimental e animação. Já para o gênero clipe, a disponibilidade é de cinco dias.

Os Núcleos de Produção Digital de todo o País fazem parte das ações da Rede Olhar Brasil, programa do Governo Federal, através do Ministério da Cultura (MinC). No caso do Pará, o NPD é gerido pelo IAP, Fundação de Telecomunicações do Pará/TV Cultura, Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-Metragistas (ABD e C) – Seção Pará, Associação Fotoativa e ICA/UFPA. Mais informações através dos telefones 4006- 2947/2924.

Esta notícia foi retirada do site do jornal Diário do Pará e pode ser visualizada no link a seguir:

http://www.diariodopara.com.br/noticiafull.php?idnot=32753

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: